pre-ref 20  

Ref. 20:
Esta referźncia (em inglźs) é da “Pais para a Vida”, uma excelente fonte de informaćčo da NARTH (Associaćčo Nacional da Pesquisa e Terapia da Homossexualidade) e é escrita por Dale O'Leary. Traduzido em sua língua lź-se (em parte):


EXPERIśNCIAS DE INFŚNCIA DE HOMENS HOMOSSEXUAIS

Por Dale O' Leary

Maio 1998

para a Associaćčo Nacional da Pesquisa e Terapia da Homossexualidade (NARTH)

Para o menino comum, o desenvolvimento toma um curso predizível. Ele nasce genéticamente homem e descobre muito cedo que os seres humanos estčo divididos em dois grupos: masculino e feminino, e que ele é masculino. Ele se Identifica com outros do sexo masculino, particularmente o seu pai, e imita o comportamento masculino. Estes comportamentos sčo reforćados por adultos e por outras crianćas. Junta-se a um grupo de outros meninos. As hormonas em seu corpo criam as mudanćas no cérebro que conduzem e reforćam os comportamentos padrčo do sexo masculino. É atraído sexualmente ao outro sexo -- a saber meninas -- e fantasia provavelmente sobre encontros sexuais e eventualmente terá relaćões sexuais com mulheres. Leanne Payne, um perito em cura do brokenness sexual, descreve a masculinidade “nčo como uma coisa a ser aprendida, mas um pouco como uma qualidade a ser provada e experimentada." De acordo com Payne, a masculinidade dentro do menino é despertada pela masculinidade exterior. (Payne 1985, p.11) Em alguns casos, entretanto, o desenvolvimento normal nčo ocorre. Ele poderá experimentar a rejećčo de seu pai ou seus amigos ou ambos. Ele poderá rejeitar o seu pai como o modelo a seguir. O menino, como uma crianća, poderá expressar um desejo ser uma menina e imitar o comportamento feminino em vez do maculino ou poderá saber que é masculino mas sentir-se inadequado como homem. Ao se aproximar da puberdade o seu desejo por homens poderá ser transformado numa atraćčo sexual por outros homens, causando que ele tenha fantasias com homens em vez de mulheres e eventualmente o levar a participar de atividades sexuais com homens. O seguinte artigo irá comparar as experiźncias da infČncia daqueles homens que desenvolvem uma identificaćčo masculina e heterossexual completa, com aqueles que nčo fazem.


Para lźr o texto original e para ter a oportunidade de fazer o download de outros capitulos do livro “Pais para a Vida” (em inglźs) clique aqui. (tamanho do ficheiro: 144 k)