No. 6
Resposta dos grupos Religiosos ao Massacre da Homossexualidade

Para compreender a razčo pela qual o espectacular sucesso da homolobby na Suécia foi tčo inesperado, primeiro precisamos de olhar brevemente para a história Sueca durante os últimos 150 anos.

Para os fins desta discussčo, a história do nosso país ao longo deste século e meio podem ser divididos em trźs "épocas".

1. Pobreza e Depravaćčo Moral (cerca de 1800-1883)
Durante a segunda metade do século 19 o nosso país foi atormentado com enorme pobreza e depravaćčo moral. Embriaguez e dependźncia de álcool era galopante. Na extensa série "A História da Suécia", publicado pelo Bonniers lemos na parte 9: "Indústria Nacional Popular e Movimentos" do seguinte modo (traduzida do sueco): "No primeiro relatório anual do novo Movimento de Sobriedade Sueca, o Rev. Wieselgren afirma: 'ňs vezes, os agricultores recebem a sua remuneraćčo integral, sob a forma de licor, e também recebem uma quantidade substancial de dinheiro que os prende, e pelo qual eles tźm de trabalhar um ano inteiro, sem receber qualquer outra remuneraćčo. As criadas também optam pela sua remuneraćčo na forma de licor".

2. Movimentos de sobriedade e o Reavivamento do Cristianismo (cerca de 1884-1960)
No mesmo livro (parte 9 da série "A História da Suécia"), podemos ler:
Em 1883 The Blue Band Movement
e em 1884 The Order of Good Templars [IOGT] foram iniciados. Apesar de haver muitas vezes grandes atritos internos nčo poderam impedir um grande avanćo do movimento pela sobriedade. A Característica marcante neste período foi a nítida influźncia cristč… Em 1909 o Movimento Sueco pela Sobriedade , iniciado apenas um ano antes, criou um referendo para a Proibićčo Geral. A contagem da votaćčo dá um resultado muito significante em relaćčo ą influźncia do Movimento pela Sobriedade naquele periodo. Um total de 1.884.298 votos, o que corresponde a 56% dos eleitores e 99% das pessoas que na realidade votaram, foram expressos em apoio da Proibićčo… Em 1917 o chamado "brattsystem" foi introduzido o que significa que cada comprador de álcool teria de utilizar um livro de raćčo-licor (sueco "motbok") "

O resultado do Movimento pela Sobriedade e o reavivamento dos cristčos foi enorme. Famílias inteiras foram retiradas da miséria. O entusiasmo foi contagiante e os muitos exemplos de vida "antes e depois" estavam a ser encontrados em todos os lugares. O nosso país foi levantado da pobreza e depravaćčo moral. As estatísticas sčo muito reveladoras. Eu continuo citando do livro "A História da Suécia" "Em 1861-1865 o consumo médio de licor (incluindo adultos e crianćas) foi de 10,7 litros por habitante. Em 1901-1910 caiu para 7,2 litros por habitante. E em 1950 reduziu para 5,2 litros… A vida dos membros activos consistia de muitas reuniões e encontros. Todo o seu tempo livre, foi centrado em torno disto… Assim como os movimentos de reavivamento dos cristčos, todas as cidades e aldeias foram caracterizadas pelo Movimento pela Sobriedade.

Houve dois factores adicionais que ocorreram neste tempo que nčo devem ser menosprezados. Na virada do século, agricultura de pequena escala continuava dominando a nossa economia e os lotes de terra para agricultura se tornavam cada vez mais pequenos, uma vez que foi subdividida ąs novas geraćões. Portanto, a emigraćčo para os Estados Unidos de cerca de 1,5 milhões de pobres principalmente suecos (um terćo da populaćčo total) aliviou algumas destas pressões, assim como a industrializaćčo e o facto de que a Suécia tinha amplos recursos naturais (por exemplo, indústria mineira e madeira serrada) para melhorar uma economia em crescimento.

3. A Época de Declínio Moral (cerca de 1960 até agora)
Em meados do século passado, o nosso povo estava a colher o fruto da sobriedade e do reavivamento cristčo. No que diz respeito ą revitalizaćčo cristč, as novas igrejas evangélicas estavam cheias de membros que espalhavam amor e cuidado aos outros de uma forma nada egoísta. A maioria acreditava que iriam um dia ser responsabilizados pelo seu Criador da forma como tinham vivido as suas vidas. Os movimentos evangélicos no nosso país tornaram a Suécia um dos países na Europa com a mais elevada percentagem de "evangélicos" (se a palavra evangélica for utilizada para significar a fé na Bíblia como um livro a ser acreditado e um guia para a nossa Vida pessoal neste mundo, e nčo apenas um "santo" livro histórico).

Hoje a situaćčo é radicalmente diferente. Em 2002 num questionário a 25 países (ref.40), foi feita uma pergunta: "Vocź acredita em Deus?" A maior resposta foi afirmativa foi em Portugal, onde 92 por cento declarou a sua fé em Deus. A Suécia estava no final da lista com apenas 32 por cento, que declarava a sua fé em Deus. E.U.A. encontrava-se em 84 por cento (3ľ a contar de cima). A Suécia foi também classificada no final da lista, quando feita a pergunta: "Vocź acredita no inferno?" E uma vez mais, se encontrou no final da lista quando a pergunta foi: "Vocźs včo ą igreja, pelo menos uma vez por mźs? Suécia, no final da lista com 8 por cento (E.U.A. 48 por cento).

Mas, mesmo depois de perder a nossa forća cristč, como poderia a promiscuidade em geral e sodomia em particular invadir o nosso amado país tčo rapidamente? Apesar da homossexualidade ter sido descriminalizada em 1944, nčo foi até 1970 que o ataque da sodomia comećou em alta velocidade. Hoje a RFSL (a principal voz dos homossexuais no nosso país e generosamente patrocinado com dinheiro dos contribuintes) defende que os nossos jovens deveriam experimentar encontrar o que poderia ser a sua preferźncia sexual. Em seu site está escrito (
ref.16):

"Quem leva Quem? - Sobre sexo para vocźs que sčo jovens e “nčo só”
A menina conhece um menino. Menino conhece outro menino. Esse mesmo menino acontece ter estado com uma menina que curtiu com outra menina.
Experimente sua sexualidade! Quem vocź é na realidade, o que vocź pretende se tornar, e o que vocź está curioso em saber. O mundo está aberto e existem muitas coisas para serem experimentadas, e tudo é possível. E é claro, vocź arrepende-se mais daquelas coisas que nunca experimentou, do que aquelas que experimentou ".

(Fim de citaćčo RFSL)

Se isto nčo é uma tentativa flagrante por parte do grupo homossexual para recrutar jovens ao seu estilo de vida, entčo o que é? Como isto poderia acontecer e qual foi a reacćčo da comunidade cristč? Talvez uma compreensčo dos factores subjacentes, possam ser um sinal de advertźncia para outros países.

As forćas demoníacas comećaram a reinar no meio dos cristčos em torno dos anos 60. Foi quando o nosso governo comećou a doar dinheiro para aquelas denominaćões que concordaram em cumprir certas condićões. No comećo aparentavam ser condićões benignas. No entanto muitas vozes se levantaram dizendo que a Igreja Livre (Sw. "Frikyrka") nčo deveria aceitar qualquer dinheiro proveniente (e, portanto, para ser dependente), do estado, devido a más ramificaćões no futuro. Eles provaram estar correctos. Hoje cerca 21 diferentes denominaćões ganham milhões de dólares do governo sueco. E hoje, com muitas igrejas lutando financeiramente, as contribuićões do governo sčo essenciais. Mas as condićões do governo hoje pairam sobre as grandes igrejas. De um recente documento do plano legislativo, podemos ler:
"As condićões para uma denominaćčo receber apoio do Estado é defender e reforćar os valores em que a nossa sociedade está construída
e que a denominaćčo seja estável". Ora o problema das nossas igrejas hoje é que "os valores em que a nossa sociedade é construída" tźm mudado radicalmente nos últimos 30 anos. Hoje, a completa tolerČncia e aceitaćčo plena do que Bíblia declara errado é precisamente os "valores em que hoje a sociedade é construída". Como, por exemplo, a denominaćčo "Associaćčo Sueca de Missões" (sueco: "Svenska Missionsförbundet" ou "SMF"). Na sua conferźncia anual em Marćo de 2002, foi aprovada uma proposta de que cada uma das suas igrejas locais poderiam decidir por si mesmas se aceitavam ou nčo um pastor que é homossexual. Isto nčo foi suficiente para os membros do parlamento sueco, que tinham medo que algumas igrejas locais SMF podessem discriminar um pastor por ser homossexual, mesmo ele sendo um dos candidatos mais qualificado. Portanto, o governo deu início a uma investigaćčo sobre a politica usada pelas SMFs em relaćčo á tolerČncia (ou falta dela) para com os homossexuais.

No Verčo de 2002, a lideranća da SMF foi chamada pelo "Ministério da Cultura" para se explicar. Após a reuničo e deliberaćões (em 8 de Julho de 2002) o líder da SMF Krister Andersson declarou que estava muito satisfeito com o resultado da reuničo (ref.41). No entanto, está longe de ser claro qual foi o acordo alcanćado. O que está claro é que a SMF, e por extensčo todas as outras denominaćões dependentes do apoio financeiro do Estado, nčo podem discriminar homossexuais que se qualifiquem como pastores e diáconos em suas igrejas. Como esperado, o líder SMF, Krister Andersson, era um daqueles que concordava com uma lei pelo qual Ake Green foi condenado ą prisčo, pelo seu controverso sermčo sobre pecados sexuais (ref.42). Numa publicaćčo semanal ao seu povo, ele afirmou que…… durante os seus 35 anos como ministro, e 50 anos a ouvir sermões, ele nunca encontrou situaćões em que essas passagens da Escritura que lidam com a homossexualidade, fossem necessárias para ensinar. Andersson assume que outros cristčos partilham da mesma experiźncia. Nčo poderia ser feito mais claro do que isso. Nčo é de admirar entčo que a SMF em 2002 decidiu abrir as suas portas e dar as boas vindas a ministros homossexuais em suas igrejas?

E Krister Andersson nčo é o único ministro agindo assim. Muitos tem penetrado profundamente em muitas organizaćões de muitas outras denominaćões. E se vocź considera esta situaćčo sórdida, vocź poderá entender melhor entčo por que razčo houve tčo duras e implacáveis críticas de muitos dos chamados cristčos, quando Āke Green no dia 20 de Julho, 2003 pregou um sermčo, a primeira parte da qual se tratou exclusivamente sobre a perspectiva bíblica, nčo só em relaćčo á homossexualidade, mas a todos os tipos de perversões. (A segunda parte tratou da misericórdia e do perdčo que Deus oferece em Cristo). Um sermčo igual a este nčo era ouvido no nosso país. Anos atrás, sim, mas ultimamente? - Nčo.

Deve notar-se que um dos principais ministros da SMF recentemente foi eleito para ser o encarregado da maior Igreja Pentecostal na Suécia, a igreja Filadélfia, em Estocolmo.

Na Primavera do ano seguinte (11 de Marćo de 2003) um mediador oficial do homolobby, Mr. Hans Ytterberg, convocou uma reuničo com os dirigentes de todas as 21 denominaćões que recebem apoio financeiro do governo, para ensiná-los sobre a atitude e as políticas que deveriam ter em relaćčo ą homolobby (ref.43). Esta mensagem foi de facto, muito assustadora para as denominaćões, que em toda a história sempre foram consideradas livres da intrusčo do governo em suas doutrinas. E como “follow-up” do encontro com o mediador oficial (Ytterberg), o próprio governo (no dia seguinte) anunciou que iria abrir uma investigaćčo ąs denominaćões durante a Primavera, para averiguar se houve algum tipo de discriminaćčo em relaćčo aos homossexuais (ref.44).

Como afirmado anteriormente, o homolobby já tinha infestado grandemente a Igreja Sueca (Igreja Estadual Luterana). Muitas, mas nčo todas as outras denominaćões (muitas vezes referida como "Igrejas Livres", porque eles costumam ser isentas do controlo governamental), até agora nčo aceitaram como ministros nem membros no geral, pessoas que abertamente sčo homossexuais. Eles tźm sido uma espécie de "zona livre". Portanto, nčo é de supreender que esta situaćčo nčo tenha agradado o homolobby.

Outro exemplo trágico é o Movimento Pentecostal (Sw: "Pingströrelsen"). Esta denominaćčo foi uma das maiores no nosso país e estava com muita vida durante a sua progressčo nos anos de 1910-1960. Lewi Pethrus foi o pioneiro e o líder da maior "Igreja Livre" entre 1910-1958. Ele faleceu em Setembro de 1974. Entre muitas outras coisas, ele deu início a um dos partidos políticos na Suécia, a Alianća Democrática Cristč (hoje Cristčo Democratas (sueco: "Kristdemokraterna" ou "KD" como abreviaćčo). Pethrus também comećou um jornal Cristčo diário chamado "O Dia" (Swedish : Dagen).

Se Pethrus estivesse vivo ainda hoje, ele deixaria de ser capaz de reconhecer "Pingströrelsen". A imoralidade de hoje tem entrado em muitas congregaćões. Entre os jovens, sexo pré marital é comum e algumas igrejas tźm comećado a aceitar a homossexualidade com braćos abertos. Sendo assim nčo foi surpresa quando a organizaćčo juvenil do KD elegeu um homossexual, Eric Slottner, como seu líder.

No entanto, ainda existem grandes e alguns pequenos grupos de movimentos evangélicos e carismáticos na Suécia. O que a Denominaćčo Pentecostal ( "Pingströrelsen") - agora dependente do governo para apoio financeiro – antes representava, a Palavra da Vida ( "Livets Ord") se tornou hoje. E "A Palavra da Vida", sob a lideranća da Ulf Ekman - nčo recebe apoio do nosso governo. Eles chamam muito ą atenćčo especialmente de jovens.

Portanto, nčo foi surpresa quando vimos diferentes reacćões por parte do líder do "Movimento Pentecostal", e do líder da "A Palavra da Vida" em relaćčo (que agora Ź famoso) ao sermčo que o Pastor Āke Green, pregou no púlpito em uma Pequena Igreja Pentecostal em Borgholm no dia 20 de Julho, 2003. O título do sermčo foi " É a Homossexualidade Genética ou uma Forća Demoniaca que Brinca com a Mente das Pessoas?O sermčo foi acerca da promiscuidade sexual e imoralidade de todos os tipos. O Sermčo de Green estava cheio de citaćões da Bíblia. A razčo para o seu sermčo foi o “pźso” que o Pastor Green sentia para com o nosso país e com os nossos jovens, sem qualquer tipo de estrutura moral. Consequentemente Green foi processado por causa de uma nova lei Sueca chamada de " Incitement of Violence against a People Group" (Instigar Violźncia contra um Grupo Social) promulgada no início de 2003 - que proíbe qualquer pessoa de "mostrar desrespeito" ou "ofender" qualquer "grupo".

Sendo assim Green foi condenado ą prisčo no Tribunal. No seu recurso perante o Supremo Tribunal (sueco: "Högsta Domstolen" ou "HD") Pastor Green claramente explicou suas convicćões e as razões para o seu sermčo desta forma:

"Bem, a situaćčo Ź que já em 2002, sofri uma profunda dor no meu espírito. Um profundo mexer na minha alma quando me apercebi - e faćo referźncia a ele no meu sermčo - que muitas das coisas que eu notava e observava ą minha volta se referiam ao estilo de vida homossexual. Estava em todo o lugar. Foi na TV, foi em toda a minha volta e os meios de comunicaćčo sempre aludiam ao estilo de vida homossexual. Entčo eu senti um profundo pesar em meu coraćčo. E, quanto mais a nossa sociedade mergulhava , mais pensava que os líderes de nossas igrejas, os dirigentes dos nossos valores, os bispos, etc… eles deviam apresentar e proclamar que isto nčo é normal. Este estilo de vida é anormal. Mas nada aconteceu em 2002 . Sendo assim no início de 2003, comecei a preparar-me para o sermčo que entčo preguei no dia 20 de Julho de 2003. E depois, em ligaćčo com este, senti algo muito importante. E aqui gostaria de fazer referźncia a um verso bíblico que se encontra em Ezequiel 3:17-19:

Filho do homem, eu te dei por atalaia sobre a casa de Israel; quando ouvires uma palavra da minha boca, avisá-los-ás da minha parte. Quando eu disser ao ímpio: Certamente morrerás; se nčo o avisares, nem falares para avisar o ímpio acerca do seu mau caminho, a fim de salvares a sua vida, aquele ímpio morrerá na sua iniqüidade; mas o seu sangue, da tua mčo o requererei: Contudo se tu avisares o ímpio, e ele nčo se converter da sua impiedade e do seu mau caminho, ele morrerá na sua iniqüidade; mas tu livraste a tua alma.” (Jočo Ferreira de Almeida Atualizada)

O que eu quero dizer com isto é que eu próprio tenho a responsabilidade como servo da Palavra e por isso eu nčo poderia lanćar toda a essa responsabilidade nos ombros dos líderes de denominaćões e dos arcebispos, mas também eu tenho a responsabilidade, de acordo com este livro de limpar a minha própria consciźncia, e deixar as pessoas saber que a forma como elas vivem é errada. Depois declarei que se mudarem de rumo e seguirem a Cristo nčo estariam sobre julgamento. Entčo eu deixei o povo decidir se deseja manter o seu estilo de vida homosexual ou se iriam mudar de rumo. Essas foram as condićões pelo qual fiz este sermčo. Foi no início de 2003 que comecei a preparaćčo para este sermčo ".
(Fim do Pastor Green's declaraćčo perante o Supremo Tribunal de Justića.)

Para o sermčo do Pastor Green's e uma exposićčo detalhada de antecedentes, incluindo os aspectos jurídicos subsequentes;
clique aqui. Deve notar-se que o Pastor Green tem sido pastor no "Movimento Pentecostal" por muitos anos.

Conforme já foi dito, a reacćčo ao sermčo de Green pelo líder da "Denominaćčo Pentecostal" foi muito diferente da reacćčo do líder da "A Palavra de Vida"

4. A Denominaćčo Pentecostal
No dia 13 de Junho de 2004, apenas 2 dias antes do julgamento de Green no Tribunal, o líder da maior igreja Pentecostal (Pastor Hedin da igreja de Filadélfia, em Estocolmo, na Suécia) deu uma entrevista ao diário Sueco, Svenska Dagbladet. Hedin declarou o seguinte [ref.45]: "Acho que é impróprio para Green falar da maneira como falou sobre um grupo de pessoas e nčo creio que possa comprovar o que disse. O que ele disse nčo é sancionado pela Igreja Pentecostal e eu pessoalmente nčo pactuo com isso."

Portanto, de acordo com Hedin, Green "nčo pôde comprovar o que disse", apesar do seu sermčo estar cheio de citaćões bíblicas. (Clique aqui para obter uma transcrićčo integral do sermčo de Green, do dia 20 de Julho, 2003.)


E novamente, dois dias depois (no próprio dia do julgamento de Green) Hedin, numa entrevista no seu próprio jornal diário (Dagen), fez uma declaraćčo semelhante (
ref.46). Imaginem como Hedin tornou fácil para os politicamente correctos e os jurados nomeados (chamados de "nämndemän") - muitas vezes com ambićões relacionadas á carreira política – quando eles sentenciaram Green a um mźs de prisčo no dia 29 de Junho de 2004. Eles ficaram limitados a um mźs visto que esta era a primeira ofensa de Green, e porque ele nčo tinha nenhum recorde criminal.
Āke Green – ele próprio um fiel ministro Pentecostal ą 33 anos - disse que "se sentiu como sendo apunhalado pelas costas por um colega ministro".

Algum tempo depois de sua sentenća, o Pastor Green recebeu uma carta de um "irmčo" da Igreja do Pastor Hedin (Filadélfia), em Estocolmo. Ele afirmava ser um homossexual e tanto ele como o seu parceiro sentiam-se “muito em casa” como membros da Igreja do Pastor Hedin. Ele ainda acrescentou que "falava em línguas tčo bem como qualquer outro cristčo". E o líder de jovens para a festa KD "Christian" (fundada pelo falecido líder Pentecostal Lewi Pethrus) é um jovem homossexual de mente aberta (Eric Slottner), que declarou que Āke Green merecia uma sentenća de prisčo severa pelo seu sermčo.

Muitos diriam que isto é uma prova clara de que algo está faltando no ensino vindo do púlpito. Eles discutem que o carácter de Deus nčo mudou desde a época da criaćčo. É verdade que Deus tinha uma relaćčo especial com "Seu próprio povo", os Israelitas no Antigo Testamento, e que havia leis para os judeus que nčo se aplicam aos seguidores de Jesus. Mas o carácter (a natureza) de Deus nčo muda. Aquele que é de eternidade para eternidade, e que é o mesmo ontem, hoje e amanhč, como poderia Ele mudar tčo de repente? Como poderia Aquele que disse uma vez (Lev. 18:22-25): "Nčo te deitarás com varčo, como se fosse mulher; é abominaćčo. Nem te deitarás com animal algum…" e hoje subitamente considerar tais actos como normais? Se Ele odeia os pecados sexuais de homossexualidade e bestialidade – até chegar ao ponto de condenar ą pena de morte - como pode Ele agora subitamente aceitá-los? E o próprio Jesus comparou os pecados de Sodoma com pecados ainda mais graves. Para ser justo com o Pastor Hedin, deve notar-se que ele próprio – ao contrário de alguns outros líderes de denominaćões - afirmou publicamente que acredita que os actos homossexuais sčo pecado.

Num recente desenvolvimento, o Pastor Hedin demitiu-se da sua posićčo como o maior líder da Igreja Pentecostal (Igreja de Filadelfia, em Estocolmo). Ele foi substituído, no dia 22 de Outubro de 2006, pelo Pastor Niklas Piensoho, que vem da denominaćčo SMF (ver acima). E, recentemente, esta denominaćčo tem tido problemas financeiros. Provavelmente, em parte devido a uma redućčo na membrasia e pela falta de esforćo por parte dos restantes membros.

5. A Palavra da Vida
Por outro lado, o líder da Palavra da Vida (Pastor Ulf Ekman), no dia 2 de Agosto de 2004, afirmou com um grande título no seu jornal diário, The World Today ( "Världen Idag") (ref.47): "Āke Green conta com o apoio de 5500 pessoas neste lugar". O artigo que veio a seguir diz (em parte): "Deus abenćoe Āke Green’ disse Ulf Ekman e toda a congregaćčo se levantou com aplausos espontČneos … Ekman continuou: "É uma grande vergonha para o Cristianismo na Suécia, que ainda nenhum líder de nenhuma denominaćčo tenha declarado o seu apoio a Āke Green".

Assim, como as diferentes reacćões entre "Dagen" e "Världen Idag", como explicado acima, também nčo foi uma surpresa para mim que:
1. O "Dagen" foi um dos 14 jornais locais diários (de um total de 42), que recusou a publicidade deste website, quando eu o introduzi pela primeira vez (em sueco), no Verčo de 2006. Dagen, continua a ser lido por muitos cristčos na nossa terra;
E que
2. "Världen idag" estava entre os 28 (de um total de 42) jornais diários que aceitou o meu anúncio quando este site foi criado, no Verčo de 2006.

Questões Doutrinárias
Mas e entčo o que a doutrina Biblica diz sobre a homosexualidade, muitos perguntam? Como é que a denominaćčo as "Igreja livres", como por exemplo a Denominaćčo Pentecostal, lida com esta situćčo?

Bem, a velha Igreja apóstata do Estado Sueco - hoje chamada de "Igreja Sueca", após uma separaćčo nominal do Estado - assumiu a lideranća na introdućčo de uma nova doutrina sobre esta questčo. Outras denominaćões tźm seguido o mesmo caminho. Numa recente matéria da revista Pentecostal da juventude Gyro (publicada pela Filadelfia Publishing Group), a nova doutrina é apresentada numa seríe especial sobre a homossexualidade (ref.48).

Na edićčo Gyro, duas "interpretaćões" diferentes da Bíblia sčo apresentadas sem qualquer tipo de orientaćčo para os jovens leitores sobre qual será a interpretaćčo correcta. Sob o título "Homo - OK, ou nčo?", as duas interpretaćões sčo apresentadas lado a lado, sob os subtítulos "Prós" e "Contras". A coluna "Contra" contém a versčo tradicional e bíblica sobre a questčo. A coluna "Prós" dá uma interpretaćčo estilo romance, que é a seguinte (ref.49):
"Quando Paulo escreve sobre o "nčo natural", em Romanos 1:26-2 7 e acerca de fornicaćčo em 1 Cor. 6:9-10, está sobre a suposićčo de que ele está a falar sobre uma situaćčo que prevalecia naquele tempo em que homens idosos abusavam sexualmente rapazes. Sendo assim, a passagem nčo é aplicável a uma situaćčo onde se está tentando estabelecer relacionamentos homossexuais ".

No artigo da Gyro nčo existe nenhuma indicaćčo para os jovens leitores de qual das duas interpretaćões é a bíblica. Como pode uma coisa que Deus, Jesus, e os apóstolos, declararam como sendo repugnante e impuro, de repente ser afirmado como ensinamento Bíblico? Nčo dá para acreditar. Jesus comparou a sodomia como um dos piores pecados (Mat. 11:24).

Nessa mesma edićčo da Gyro, encontramos vários artigos que "pintam" a homossexualidade como algo absolutamente normal e aceitável entre os cristčos. Um dos artigos é acerca de "Stefan", que com 18 anos de idade, já se declara um homossexual e que "Deus tem sido um apoio honesto", no seu desenvolvimento (ref. 50). O pobre rapaz precisa de aconselhamento e nčo de ser publicamente entrevistado por um jornalista irresponsável e cruel, e que no processo coloca um estigma prematuro sobre o rapaz. E uma vez que a Gyro é, supostamente, uma publicaćčo cristč, e se eles tźm de tornar publico o inicio da vida sexual de Stefan, pelo amor de Deus (e eu quero dizer "pelo amor de Deus"), porque é que nčo incentivam os jovens leitores a orar para que Stefan seja liberto. Senčo, as hipóteses sčo que Stefan vai muito em breve, se envolver nas práticas recomendadas no "Manual Anal" na página da RFSL na internete (ref. 13). O que o espera nčo é tudo cor de rosa e tčo bonito como a revista está a tentar sugerir aos jovens leitores. O estilo de vida homossexual é tipicamente uma progressčo para se desviar do que é normal.

Uma das nossas principais e internacionalmente reconhecida autoridade em Exegése do Novo Testamento é o Professor Chrys Caragounis. Quando ele editou o seu último livro "Homoerotik", (publicado pela XPMedia (ref. 51), refutou a nova interpretaćčo do ensino tradicional bíblico sobre a homossexualidade que K.G. Hammar e a revista Gyro tinham sugerido. Por causa disso foi castigado pela Comunidade Homossexual na Universidade que queriam a sua demissčo da sua posićčo como professor na Universidade de Lund.

6. A Apostata Igreja Sueca
Como afirmado anteriormente, no nosso país, a interpretaćčo deste romance foi emanada pela "Igreja Sueca", que até 2000 era a Igreja nacional Luterana ( "Svenska Statskyrkan"). Hoje em dia, a Igreja Sueca é regida por uma lideranća bastante inclinada para a homossexualidade. Evidentemente que nem todos os membros do clero se “venderam” á homossexualidade, mas a maioria dos seus dirigentes sim. E a ordenaćčo de sacerdotes homossexuais, a "benćčo" de relaćões homossexuais, o encorajamento para casamentos homossexuais, etc, estčo em aćčo no interior da igreja sueca. O nosso, naquela altura, Arcebispo K.G. Hammar estabeleceu a base para este desenvolvimento sórdido e este declínio moral. Além de defender fortemente a agenda homossexual, ele também negou o poder milagroso de Jesus Cristo. Entre seus pronunciamentos típicos está uma recente declaraćčo sobre a nascimento virgem de Cristo (ref 52):
"Nčo posso dizer que acredito nisso. Mas o importante é o que isso significa. Devreá o nascimento virgem significar realmente uma aberraćčo biológica? Para mim é uma declaraćčo teológica clara, uma forma de dizer que se trata de algo especial em relaćčo a Jesus. Ele nčo é o único na história do mundo que foi dito que nasceu de uma virgem "
.
Nčo obstante essas declaraćões de Hammar, ele tem que, de vez em quando, comparecer na sua igreja e ler com a sua congregaćčo a Confissčo Luterana da Fé: "Eu creio em Jesus Cristo, Filho único de Deus, nosso Senhor. Que nasceu da Virgem Maria…
". Como é que isto pode ser visto como honestidade intelectual? Também nčo foi surpresa nenhuma quando o Arcebispo Hammar declarou que algumas passagens Bíblicas deveriam ser jogadas no "latčo do lixo da História".

A irmč de Hammar (Anna Karin Hammar) é uma ministra lésbica ordenada na Igreja Luterana em Uppsala. No que diz respeito ą sua orientaćčo sexual, ela afirmou:
"A situaćčo para mim é que eu posso viver como uma homossexual justamente porque eu experimentei a bźnćčo de Deus duma forma tčo grande que isso pode superar os preconceitos e discriminaćčo"
(Uppsala Nya tidningen, 17 de Novembro de 2004 ).

A Fundaćčo Evangélica “Home Country Foundation” (Sw.: "Evangeliska Fosterlands Stiftelsen" ou EFS) é um movimento leigo dentro da Igreja Sueca (Luterana) com źnfase no trabalho de missões e actividades leigas. O EFS esteve envolvido em trabalhos missionários na Etiópia por um longo periodo. Em 1959, várias organizaćões missionárias de muitos países, que faziam trabalhos na Etiópia, reuniram-se e formaram o movimento Igreja Evangélica Etíope Mekane Yesus (EECMY). Portanto, temos tido um longo relacionamento com o EECMY, que tem visto um crescimento espectacular desde a sua formaćčo e possui hoje um número de 5 milhões de membros (a populaćčo total da Etiópia é de cerca de 78 milhões). Devido, entre outras coisas, ao trabalho missionário inicial e contínuo na Etiópia, pelas organizaćões suecas, incluindo a EFS, era perfeitamente natural que grande parte da ajuda estrangeira do nosso país tenha sido dirigida para a Etiópia.

Neste próximo Verčo, Mekane Yesus terá uma grande conferźncia em Addis Abeba. A Igreja Sueca, incluindo a participaćčo da EFS, planeava enviar uma delegaćčo com a lideranća do nosso Arcebispo no grupo. Mas o presidente do Mekane Yesus tinha enviado duas cartas em Janeiro ao Arcebispo, que solicitavam a clarificaćčo da posićčo da sua Igreja sobre casamentos homossexuais e sobre a "benćčo" das uniões de parceria ou casamentos. [Num estudo recente de 70 clérigos activos da Igreja Sueca, 75% nčo tem problemas com o casamento de casais homossexuais.]

Ambas as cartas de Mekane Yesus nčo receberam qualquer resposta por parte da Igreja Sueca. Assim, recentemente foram avisados por Mekane Yesus que nčo eram bem-vindos na conferźncia deste Verčo (ref.53). Escusado será dizer que esta foi uma grande decepćčo para muitos padres e líderes leigos da Igreja Sueca. Em vez de uma viagem emocionante ą Etiópia, devem agora ficar em casa a pensar nas consequźncias da sua nova religičo. A ironia de tudo isso é que os líderes da Igreja Sueca (Luterana) provavelmente sentem-se mais "desenvolvidos", que Mekane Yesus, uma vez que eles tźm uma história eclesiástica mais longa. Eles, sem sombra de dúvida, acreditam que um dia no futuro, a jovem igreja que eles um dia ajudaram a levantar na Etiópia, também irá gradualmente se "desenvolver" em plena aceitaćčo do pecado da homossexualidade. Como está escrito: "Dizem-se sábios mas tornam-se loucos...”(Rom. 1:22-32)

Foi Jesus um homossexual pedófilo?
Se ainda resta qualquer dúvida em sua mente que a Igreja Sueca tornou-se de facto uma igreja homossexual, considere o que aconteceu recentemente. A diocese de Estocolmo da Igreja sueca emitiu a primeira edićčo de uma nova publicaćčo chamou Vida em Estocolmo ("Stockholmsliv"). Esta publicaćčo é pretendida como um ministério de evangelismo para atraír pessoas ás atividades da Igreja Sueca em Estocolmo. O tema da primeira edićčo era "Coragem" (Sw.: O "Mod") com a cobertura mostrando quadros de quatro situaćões diferentes de vida que eles sugerem serem expressões de coragem. Comećando do topo á esquerda, os quatro exemplos de coragem sčo:
1. Antes de tudo mostra (vocź adivinhou) dois homens num abraćo erótico com a legenda "Coragem de ser quem vocź é".
2. Um menino comtemplando a água numa piscina decidindo mergulhar nela ou nčo.
3. Uma menina colocando flores na sepultura de um ente querido, com a legenda "Coragem de encarar tempos dificeis”. 4. Um activista político encarando um tanque de guerra, com a legenda "Coragem de expressar uma opiničo"
É dificil vislumbrar a coragem necessária em Estocolmo, hoje em dia, para dois homens exibirem intimidade erótica. Somente precisamos dar uma olhada na parada anual gay em Estocolmo (a Meca dos homossexuais na Europa) para compreender o qučo popular é para homens expressarem atraćões sexuais por outros homens. Mas na contra-capa as coisas pioram ainda mais. Num artigo principal, eles anunciam os resultados de Niklas Olaison. Olaison é um dos muitos sacerdotes homossexuais na Igreja sueca e ele é apresentado no artigo como um "Pesquisador" em Teologia. O que ele pôde determinar pela sua pesquisa foi que Jesus provavelmente era um homem homossexual que aprovou pedofilia. Mais uma vez vemos a afinidade entre a homossexualidade e a pedofilia claramente demonstrada. Certamente nčo é coincidźncia Jesus Cristo ser visto como um homem homossexual e também como um homem que aprovou a pedofilia. Ambas as noćões no mesmo artigo por promotores de homossexualidade. A homossexualidade e pedofilia frequentemente andam de mčos dadas como discutido em outra parte. Para a base desta conclusčo ridicula do sacerdote Olaison veja o artigo em (ref.54).

Encontrar Jesus Cristo descrito como um homossexual na arte Sueca e na sua literatura (incluindo exposićões em edifícios da Igreja Sueca) nčo é nada de novo. Mas para um investigador proeminente da Igreja Sueca identificar Jesus como alguém que provavelmente aprovou a pedofilia, nčo cai bem na maioria heterossexual na Suécia. A pedofilia é ainda algo repulsivo á maioria dos povos, até mesmo na Suécia atualmente, embora as atitudes estejam mudando gradualmente. Consequentemente, o risco de ser ridícularizado nos meios de comunicaćčo foi reduzido, quando o líder do movimento Pentecostal (Pastor Hedin) viu finalmente esta ofensa pela Igreja Sueca como uma razčo para membros da sua denominaćčo romperem a sua membrasia com a Igreja Sueca. (Por tradićčo todos os suecos nascem automaticamente membros da Igreja Sueca e é requerido um formulário para a rescisčo desta membrasia.) Entretanto, outros pastores nas igrejas livres na Suécia nčo concordaram com esta situaćčo. Por exemplo, o pastor Hornmark, líder da Igreja Pentecostal, influente em Jonkoping, concordou com o pastor Hedin que as conclusões da pesquisa do sacerdote Olaison eram erradas. No entanto nčo acreditou que a sugestčo de Jesus ser um homem homossexual que aprovou a pedofilia fosse uma ofensa tal que justificasse que seu rebanho deveria terminar a sua membrasia na Igreja Sueca.

As palavras do apóstolo Pedro vźm á nossa mente: “...também sabe o Senhor livrar da tentaćčo os piedosos, e reservar para o dia do juízo os injustos, que já estčo sendo castigados; especialmente aqueles que, seguindo a carne, andam em imundas concupiscźncias...” (2 Pedro 2:9-10).
No entanto, deve-se igualmente salientar que nem todos as pessoas que sčo ativas na Igreja Sueco aprovam o que está acontecendo. Mas sua voz de oposićčo é ignorada.

É como se uma nova religičo invadiu o nosso país. Todo este abraćar da agenda homolobby é ligado com uma forte critica ao que Jesus ensinou sobre o inferno. Será muito dificil vocź ouvir hoje uma mensagem de um púlpito sobre este assunto que Jesus ensinou tanto.

Antes de partir Jesus disse aos seus discípulo sobre o Espírito Santo que iria vir. (Jočo 16:8-11): “E quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, da justića e do juízo: do pecado, porque nčo crźem em mim; da justića, porque vou para meu Pai, e nčo me vereis mais,e do juízo, porque o príncipe deste mundo já está julgado.

Este é o plano feito pelo Espírito Santo. Mas em nosso país hoje, é raro se ouvir pregar sobre o julgamento eterno. Mas durante todo a história cristč tais mensagens levaram os pecadores ą cruz e ao arrependimento. Em vez de Jesus aliviar a carga terrível do pecado, o “evangelism amigável” é a moda hoje. “Venham congregar na nossa igreja porque é algo saudável para si e suas crianćas receberem uma dose de religičo e de ética!”. A realidade do inferno é algo que muitos cristčos em nosso país hoje simplesmente nčo acreditam. Acreditam que Jesus deveria estar brincando quando falou sobre o inferno ou que queria assustar as pessoas de forma a fazer delas seus discípulos.

Por isso, uma reputaćčo favorável aos olhos do mundo, baseada no pecado, torna-se mais importante do que o mandamento de Cristo. Conseqüentemente, nčo é surpresa que as Denominaćões Pentecostais regularmente pagam por sondagens á opiničo pública para saber o nivel de popularidade de sua denominaćčo em nossa sociedade. Última vez lamentaram que os resultados mostraram a sua popularidade cair e stribuiram muita da responsabilidade ao “caso do Āke Green”. Aparentemente, alheado ás próprias palavras do Mestre (Lucas 6:26): “Ai de vós, quando todos os homens vos louvarem! porque assim faziam os seus pais aos falsos profetas.” E outra vez em Mateus 5:11 e 12: “Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguiram e, mentindo, disserem todo mal contra vós por minha causa. Alegrai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardčo nos céus; porque assim perseguiram aos profetas que foram antes de vós.” E outra vez (Lucas 6:22,23): “Bem-aventurados sereis quando os homens vos odiarem, e quando vos expulsarem da sua companhia, e vos injuriarem, e rejeitarem o vosso nome como indigno, por causa do Filho do homem. Regozijai-vos nesse dia e exultai, porque eis que é grande o vosso galardčo no céu; pois assim faziam os seus pais aos profetas.”.

Ou Cristo ou a Igreja Pentecostal devem ter entendido tudo ao contrário. Eles nčo podem estar ambos certos. Será entčo de admirar se os nossos jovens (ou tentados por ou já capturados no jugo da homossexualidade), nčo encontrarem quaisquer direćões da parte das chamadas denominaćões evangélicas. "Vós sois o sal da terra; mas se o sal perde seu sabor, como deve ela ser temperada? Nčo serve para nada a nčo ser para ser deitada fora e espezinhada pelo Homens. "(Mateus 5:13)

Resumo das reacćões pelos Grupos Cristčos na Suécia

Baseada nas discussões acima (e com algumas generalizaćões óbvias), a reacćčo por parte dos cristčos na Suécia para o massacre devastador da homossexualidade divide-se em trźs grupos diferentes:
1. A igreja apostata. Trata-se da Igreja oficial Sueca (Sw.: "Svenska Kyrkan"), onde a aceitaćčo da homossexualidade é praticamente total. Muitos dos sacerdotes sčo homossexuais afirmados e a grande maioria (mais de dois terćos) declarou, numa recente pesquisa, que eles nčo se importam de abenćoar uma uničo homossexual. Além disso, o Arcebispo KG Hammar declarou que muitas das crenćas fundamentais Luteranas pertencem ao "latčo do lixo" (Sw. "sophögen").

2. As Igrejas Livres (Sw. "Frikyrkan"). O grau de aceitaćčo da homossexualidade varia um pouco. Por exemplo, a SMF (liderada pelo Pastor Krister Andersson), já abriu as portas e deu as boas-vindas a pastores homossexuais (desde que eles sejam também aceites pelas congregaćões locais). O movimento Pentecostal (Sw. "Pingst FFS") ainda nčo aceitou pastores homossexuais nas suas fileiras. No entanto, o seu líder (Pastor Sten - Gunnar Hedin) firmemente rejeitou a mensagem do Pastor Āke Green e continua se referindo a este assunto constantemente durante seus sermões. O documento "Dagen" tem exibido cada vez mais uma inclinaćčo simpatizando com a homossexualidade. Muitas denominaćões neste grupo tornaram-se dependentes de contribuićões financeiras regulares do governo Sueco que insiste em que homossexuais sejam anexados ás suas fileiras. Com a deterioraćčo financeira de alguns deles (por exemplo, "Pingst FFS") irá tornar-se cada vez mais difícil nčo aceitar tais demandas pelo governo.

3. A igreja chamada "A Palavra da Vida" (Sw. "Livets Ord") liderada pelo Pastor Ulf Ekman. Este grupo opera sem nenhum apoio financeiro do governo. E Ulf Ekman declarou após o sermčo de Āke Green contra a homossexualidade: "" Āke Green tem o apoio de 5500 pessoas aqui" e "Deus abenćoe Āke Green” e toda a congregaćčo se levantou com um aplauso espontČneo. Ekman continuou:" É uma grande vergonha para o Cristianismo na Suécia, quando nem um único líder de uma denominaćčo tem declarado o seu apoio a Āke Green ".

A Igreja Sueca (a igreja apostata) fazia parte do governo Sueco (Sw." Statskyrkan "), mas se tornou idependente do governo há alguns anos atrás. Com essa mudanća, os seus bens e património tornaram-se parte do sua riqueza actual. Por isso, é óbvio que eles serčo capazes de "funcionar" mais tempo do que a maioria das " igrejas livres", numa altura em que o nosso país está a se tornar cada vez mais secularizado e sodomizado.

Entčo, no meio de tudo isto, onde ficam as vítimas do estilo de vida homossexual?
Lembre-se, muitas das vítimas foram outrora vítimas de abusos sexuais e traumatizadas na infČncia. Os jovens do sexo masculino, abusados sexualmente, tźm cerca de 7 vezes mais probabilidade de se identificarem como homossexuais ou bissexuais, do que os seus companheiros que nčo tenham sido abusados.

Quero terminar esta parte com uma citaćčo de um livro de Kupelian: "O Marketing do Mal; Como os Radicais, Elitistas, e Pseudo-Peritos nos vendem a Corrupćčo disfarćada de Liberdade". Kupelian escreve na página 35 (parźnteses ao meu destaque):

" Activistas homossexuais fantasiam a sua causa como idźntica ą dos negros e do movimento dos direitos civis dos anos 60. Ser Africano de origem, obviamente, nčo envolve fugir da própria consciźncia e do autor dessa consciźncia - Deus.

Mas é precisamente por causa desta diferenća que o movimento dos "direitos civis gays" nčo é (no fundo) sobre como alterar as leis de forma a que os homossexuais possam ter igualdade de oportunidades para a progressčo ou acesso, como foi para os negros durante os anos 60. Os homossexuais já vivem em liberdade e (ą excepćčo dos indivíduos lutando contra a pedofilia) podem residir, trabalhar ou jogar praticamente em qualquer lugar onde queiram. De fato, como grupo, os homossexuais usufruem de um rendimento mais elevado do que o nível geral da populaćčo americana. (E eles tźm muito mais tempo para o lazer e para actividades políticas, uma vez que, na maioria dos casos, nčo precisam de se preocupar com o custo e com o tempo que leva para educar crianćas).

Portanto, nčo é sobre direitos. É sobre o redifinir da verdade e a censura de toda a crítica, a fim de que todos os militantes homossexuais possam estar confortáveis no seu 'estilo de vida', sem terem de ser confrontados com a realidade.

Lembre-se, todos nós - homossexuais incluídos - tźm uma consciźncia (aquele padrčo extra-dimensional que Deus tem colocado dentro de cada um de nós), que provoca entre nós conflitos internos, quando fazemos coisas erradas. Mas se aderimos ąs forćas obscuras que nčo entendemos e, em seguida, comećamos a defender as nossas obsessões e compulsões, estamos, inevitavelmente, a considerar a consciźncia como um inimigo. E embora tenhamos algum sucesso em afogar esses conflitos interiores, o que acontece quando essa mesma consciźncia rejeitada aparece noutra pessoa e aproxima-se demasiadamente para nos sentirmos confortáveis? Nós sentimo-nos ameaćados.

Por isso, sentimos-nos obrigados a silenciar a "voz da consciźncia", e nčo apenas aquela que está dentro de nós, mas aquela dentro das outras pessoas, a que tende a reavivar a nossa própria consciźncia com o qual estamos em guerra. Isto significa que nčo podemos tolerar dissensčo. Nós simplesmente nčo podemos tolerá-la. Isso faz-nos querer gritar.

Para os homossexuais que vivem em negaćčo, mesmo uma oferta carinhosa de ajuda de, digamos, um ministro cristčo ex-gay ou um conselheiro de "terapia reparadora" (para ajudar a superar os vícios homossexuais) é sentida como o mais vil e abusivo ato de ódio. De fato, é o verdadeiro amor - que nós interpretamos como ódio e "fanatismo", simplesmente porque nos leva a enfrentar a realidade que nčo é bem-vinda em nós".